São Paulo:
(11) 3876-8500

Moradores se preocupam com infestação de escorpião em São Paulo

Escorpião em São Paulo: o interior do Estado é o local mais atingido

No final de 2017 ocorreu uma infestação de escorpião em São Paulo. Cidades como Araraquara e Paulínia fecharam estabelecimentos como escolas para a proteção dos alunos. As crianças são mais suscetíveis ao ataque dos aracnídeos. Uma picada, dependendo do veneno da espécie, pode causar a morte de crianças, idosos e pessoas sensíveis.

As espécies de escorpiões mais encontradas em São Paulo são: escorpião marrom e escorpião amarelo. De um total de 1.500 espécies apenas 25 tipos são consideradas perigosas e pragas urbanas. Confira abaixo mais informações sobre elas:

Escorpião marrom

A espécie do escorpião marrom é Tityus bahiensis. Possui cerca de 6 cm de comprimento e possui cor escura. Os machos são menos agressivos que as fêmeas e só atacam se perturbados.

O veneno age sobre o sistema nervoso da vítima. O tratamento é através de soro. O veneno é menos severo do que o do escorpião amarelo. Essa espécie prefere ambientes úmidos como matas. O tempo de vida do escorpião marrom é até 4 anos.

Escorpião amarelo

A espécie do escorpião amarelo é Tityus serrulatus. Pode medir até 7 cm de comprimento. Possui carapaça escura e cauda amarela. É a espécie de escorpião em São Paulo que causa mais perigos para a saúde humana.

O veneno também age sobre o sistema nervoso da vítima. A picada é dolorosa e a dor pode se estender por todo o corpo. O indivíduo fica muito sensível a qualquer toque. O acidente geralmente ocorre quando é encostada a mão ou pé sem querer no animal.

No verão há uma maior incidência de escorpião em São Paulo. É importante ficar atento aos locais de abrigo dos animais, que pode ser qualquer local fechado e escuro. A época reprodutiva do animal vai até maio. Todo cuidado deve ser redobrado neste período do ano.

É importante manter a prevenção contra escorpião em São Paulo. Algumas dicas são:

• Limpeza de terreno baldio;
• Descarte de entulhos;
• Eliminação de insetos que são alimentos dos escorpiões;
• Verifique roupas, calçados, entre outros, antes de usar;
• Higienize com frequência a cozinha, ralos e caixas de gordura;
• Deixe móveis afastados da parede;
• Evite que a roupa de cama encoste no chão;
• Instale ralos de proteção e telas nas janelas;

Para evitar escorpião em São Paulo, conte com a Termitek Uniprag. Controladora de pragas e vetores na região, possui experiência desde 1997 sobre o assunto, atendendo residências e empresas nos segmentos alimentícios, farmacêuticos, laboratoriais, condominiais, entre outros. Solicite um orçamento online sem compromisso para controle de escorpião em São Paulo.

LIGUE PARA A UNIPRAG MAIS PRÓXIMA DE VOCÊ

Ou envie-nos uma mensagem pelo formulário abaixo:





Pin It on Pinterest

Share This